Número de operações da PF sobre crimes contra direitos humanos aumentou 237% em 2021

Por: Fábio Zanini

A Polícia Federal aumentou o número de operações em duas áreas em que o governo federal é criticado. O órgão deflagrou 304 operações especiais em 2021 para avançar em apurações de crimes contra os direitos humanos. O número é 237% superior às 90 ações realizadas em 2020 e é o maior desde 2018.

O órgão inclui nessa conta investigações que tiveram fases ostensivas em casos de tráfico de pessoas, trabalho escravo e contrabando de imigrantes, por exemplo. O número de prisões nos inquéritos abertos pela PF para apurar esses tipos de crimes também cresceu. Foram 156 contra 70 em 2020, aumento de 122%.

Outra área que registrou aumento no número de operações foi a de crimes ambientais. Houve aumento de 14%, saindo de 565, em 2020, para 646 neste ano.

As ações envolvem operações contra o garimpo, desmatamento, queimadas e invasão de terras protegidas. Uma delas, por exemplo, prendeu em dezembro 38 pessoas e apreendeu 75 aeronaves utilizadas no garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami, em Roraima.