Coluna Magnavita - Hospitais esquecidos...

Dois hospitais no Rio merecem cuidado e serem incluídos no plano de emergência para reequipamentos, principalmente em leitos da UTI. 

O Hospital Geral do Corpo de Bombeiros e o Hospital da Polícia Militar precisam estar prontos para funcionar para o atendimento do Covid-19.

O caso mais grave é o dos Bombeiros, sofrendo há anos com a falta de equipamentos e sem dispor recursos para agir plenamente no cenário da pandemia.

Estas duas unidades hospitalares são dedicadas a atender servidores militares que estão na linha de frente desta guerra e precisam de uma retaguarda segura para eles e seus familiares.

O governo do estado tem a obrigação moral de deixar os hospitais dos Bombeiros e da Polícia Militar para funcionar plenamente neste cenário de guerra que enfrentamos.

Brasil

Mais Artigos

Rio de Janeiro

Mais Artigos

Economia

Mais Artigos

Internacional

Mais Artigos

Cultura

Mais Artigos

Saúde

Mais Artigos

Política

Mais Artigos

Magnavita

Mais Artigos

Corre nos grupos de WhatsApp dos deputados algumas figurinhas que ajudam a quebrar o azedume. Em uma, Witzel coloca a faixa de governador em Tristão e, em outra, engraxa os sapatos do sócio.

Mais Notícias

Mais Artigos

A Prefeitura do Rio fez um verdadeiro milagre ao comprar 306 respiradores e 500 monitores da China para ajudar os hospitais municipais no combate ao coronavírus

O Clube Militar repudia enfaticamente o despacho exarado ontem pelo Ministro Celso de Mello, do STF, no inquérito que apura denúncias do Ex-Ministro da Justiça e Segurança Pública contra o...