Coluna Magnavita: Gestão de Azulay é exemplo

Coluna Magnavita: Gestão de Azulay é exemplo

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) é a primeira das cinco Cortes congêneres do país a definir a lista tríplice para promoção por merecimento, e o nome para promoção por antiguidade, às vagas de desembargador criadas pela Lei nº 14.253, de novembro de 2021. As indicações dos magistrados serão submetidas à escolha do Presidente da República.

A agilização de pautas com impacto na jurisdição tem sido a marca da atual gestão do TRF-2, sob a presidência do desembargador federal Messod Azulay. Em maio do ano passado, por exemplo, o regional sediado no Rio de Janeiro foi o primeiro tribunal do país a criar Núcleos de Justiça 4.0, com a estrutura prevista no programa idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Confira os nomes definidos na sessão plenária de 3 de março de 2022:

Promoção pelo critério de antiguidade: Juiz federal Mauro Souza Marques da Costa Braga, titular da 1ª Vara Federal Cível da Capital, Seção Judiciária do Rio de Janeiro (SJRJ).

Promoção pelo critério de merecimento: Juíza federal Andréa Cunha Esmeraldo, titular da 7ª Vara Federal de Execução Fiscal da Capital, SJRJ; Juíza federal Carmen Silvia Lima de Arruda, titular da 15ª Vara Federal Cível da Capital, SJRJ; Juiz federal Firly Nascimento Filho, titular da 5ª Vara Federal Cível da Capital, SJRJ.