Coluna Magnavita: Pastor Everaldo à frente da escolha de Bruno Dauaire

Parlamentar recusou e agora aceitou ser líder do Governo na Alerj, após pressão do presidente do PSC

Everaldo, El Comandante

A estreia do deputado estadual Bruno Dauaire (PSC) como líder do Governo da Alerj surpreendeu pela forma inusitada, promovendo uma reunião fora da agenda nesta terça-feira (07/07).

Sem programação prévia, o presidente nacional do PSC, pastor Everaldo, em companhia do governador Wilson Witzel e o vice-governador Cláudio Castro, foram ao gabinete do presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), no anexo da Rua da Alfandega, para anunciar a escolha do novo líder.

Protagonismo

A presença do pastor Everaldo, agendando a reunião e indo com o governador e o vice na sede da Alerj, é inusitada, já que sempre se manteve distante do parlamento estatual.

Sinaliza também uma mudança de postura, já que o dirigente partidário se manteve sempre fora da exposição pública, e negando a sua influência sobre o governador e vice.

Reunião republicana

Experiente, o presidente André Ceciliano foi gentil com a comitiva, ofereceu café (quente) e chamou outros colegas para a reunião.

Questionado se havia algum obstáculo na escolha do nome de Bruno Dauaire, foi dado o sinal verde, e o compromisso de que a Alerj não criaria dificuldades para aprovar os projetos que fossem do interesse do Rio.

E Campos?

Atribui-se ao próprio Everaldo Pereira o convencimento do deputado Bruno Dauaire aceitar a liderança do Governo na Alerj. Uma missão recusada anteriormente pelo próprio parlamentar e por vários outros deputados.

Dauaire tem a sua base no norte fluminense e foi exatamente em Campos (sua base eleitoral principal) que o Governo do Estado teve um dos dois hospitais de campanha cancelados. Já assume com passivo.