Coluna Magnavita: Minoritários reclamam dos gestores da Refit

Atuação do administrador judicial Bruno Resende também é questionada

Má gestão

Os sócios minoritários da Refit estão em pé de guerra com os atuais administradores, especialmente o Fundo Postalis, dos funcionários dos Correios, que detém 28% do capital da companhia. Eles creditam ao excesso de exposição os problemas que estão enfrentando, especialmente agora, após o voto do ministro Fux.

Cadê o administrador judicial?

Eles estudam a possibilidade de afastar os gestores indicados pelo sócio majoritário, utilizando os instrumentos previstos na Lei de Recuperação Judicial. As críticas são também direcionadas ao administrador judicial, Bruno Resende, nomeado pelo a Justiça. Ele estaria fechando os olhos e sendo acusado de omisso.