Coluna Magnavita: Mercês, o sobrevivente

Aliás, o Guilherme Mercês está fazendo da ponte aérea Rio/Brasilia uma certidão de permanência no cargo. Ele foi, há duas semanas, carregando a pasta do Witzel e agora retorna com o Cláudio Castro. As suas ligações históricas com Lucas Tristão e a existência de um chefe de gabinete também nebuloso, outro remanescente que resiste à tese da demissão coletiva do secretariado. Alias, não convidem para a mesma fila de banco o Mercês e o ex-secretário Luiz Claudio Carvalho.