Coluna Magnavita: Emoção

O momento mais verdadeiro e emocionante no discurso/desabafo de Witzel foi quando falou de intolerância e citou o seu filho mais velho. Confessou que já chorou muito pelo sofrimento do filho.