Coluna Magnavita: Castro é quem escolhe

Com o duplo afastamento de Wilson Witzel, pelo STF e, agora, pelo Tribunal Misto, caberá ao governador Cláudio Castro escolher o nome do futuro procurador-geral de Justiça do Estado do Rio.

Apesar da tradição sugerir a escolha do candidato mais votado, não há qualquer impedimento legal a que ela recaia em outro integrante da lista tríplice. Isso já foi feito no passado por outros governadores com menos tinta na caneta do que Castro.