Coluna Magnavita: Refit sem proteção judicial

Os gastos excessivos da Refit (Manguinhos)com marketing e patrocínios pesados em jornais e televisão tiveram um efeito nefasto no pedido de prorrogação da recuperação judicial da Refinaria. Sem a proteção legal, a empresa fica na mira dos credores, especialmente pelas dívidas (sonegação fiscal) contraídas após a recuperação. Foi posar de “riquinha” e perdeu o escudo protetor. 

Ainda em recuperação, a Refit doou R$ 20,5 milhões para o Carnaval e bancou o supercamarote de WW na Sapucaí. Só a sua dívida com o Rio ultrapassa os R$ 5 bilhões.