Coluna Magnavita: Deu muito certo!

A coragem do Presidente do TJ, Cláudio de Mello Tavares, em bancar a votação eletrônica foi recompensada. O maior quórum na história da corte.

Ele deixará o mandato aplaudido pela forma democrática que comandou o Tribunal.