Coluna Magnavita: Guilhotina

O corporativismo do novo presidente da Cedae é tão grande que ele passou a se “achar como um técnico ungido para salvar a empresa”. Nem as ordens do governador ele obedece de bate-pronto. A sua chefia de gabinete segue o manual anticastrista dos opositores cubanos de Miami: “Se é de Castro, soy contra”.