Coluna Magnavita: O Pastor evaporou!

 Que fim levou o sócio do Pastor Everaldo Pereira, o também pastor da Assembleia de Deus e grande operador confesso das confusões da saúde?

Na segunda, dia 28, o presidente do Tribunal Misto, Cláudio de Mello Tavares, fez a lista das testemunhas que foram reconvocadas. Novamente o nome de Édson Torres apareceu como negativo, ou seja, não foi localizado em nenhum dos cinco endereços fornecidos.

Um novo prazo de cinco dias foi dado para que se localize o mais famoso delator, que, ao ser preso, praticamente vomitou todos os bastidores. Ele agora sumiu.

Não se trata de uma testemunha qualquer, mas de um verdadeiro homem-bomba. Já se questiona se o MP não deveria pedir novamente a prisão do pastor que evaporou.