Coluna Magnavita: Morderam a isca

Já que o assunto é bilhete, a defesa e, especialmente, Ana Tereza Basílio conseguiram que a corte mordesse uma isca carnuda. Ao decidir, no próprio dia 13, a questão dos prazos e não deixar o assunto em aberto, o Tribunal acabou emitindo o bilhete para Brasília, tornando possível o assunto ser levado imediatamente para o STF. Se ficasse em aberto, o tema estaria congelado. Agora caberá ao ministro Alexandre de Moraes decidir se o Tribunal Misto poderá suspender o prazo.