Coluna Magnavita: Transparência

Um decreto revolucionário cria o comitê estadual para compras das vacinas, acabando com a caixa preta da compra dos respiradores e dos hospitais de campanha.

A coordenação será da Casa Civil. Integram o comitê: governador do Estado; secretário de Estado de Saúde; secretário de Estado da Casa Civil; procurador-geral do Estado e controlador-geral do Estado.

A regra é transparência absoluta. O decreto autoriza o estado a estabelecer parcerias com municípios e entes federativos. Na prática, acaba com os intermediários. Este cuidado é mais do que oportuno, já que os negócios milionários envolvendo a compra de vacinas por estados com alguns laboratórios e até países já acendem a luz de alerta da PGR sobre os negócios em curso.