Coluna Magnavita: Pagar juros por quê?

A  Prefeitura  do Rio colocou carta-convite na rua, referente ao processo 04/000.406/2021, para a contratação no sistema financeiro nacional de operação de crédito interno para antecipação de parte da receitas municipais futuras, provenientes dos royalties do petróleo e gás natural. O valor estimado é de R$ 750 milhões, relativos aos anos de 2022, 2023 e 2024. A entrega das propostas deverá  ser nos dias 6 e 7 de outubro. A data de abertura dos envelopes será dia 7, às 14h30. A notícia chamou a atenção do MPRJ. Como a Prefeitura recebe os R$ 5 bilhões da Cedae, apresenta superávit e a antecipação de receita vai gerar mais de R$ 50 milhões em juros. Há algo que precisa ser (e muito bem) explicado, por representar sangria de receita.