Por Pedro Sobreiro

A Fundação Cidade das Artes recebe neste sábado (9) a obra prima do compositor alemão George Friderich Händel: “Theodora”. Composta em 1749, a obra é um oratório dramático em três atos sobre a mártir cristã Theodora e seu amante - um soldado romano convertido em cristão e terá interpretação da Camerata Vocal e da Orquestra de Câmara da Associação de Canto Coral (ACC).

Um dos ícones musicais do barroco alemão, a obra aborda a intolerância religiosa sobre os desafios religiosos de uma mulher cristã do século IV em meio ao Império Romano e suas perseguições baseadas na crença. Ao desafiar o governo de Roma, ela é condenada a participar de uma festividade pagã para se redimir. Diante de sua recusa, o governo lhe impõe prostituir-se para não ser condenada à morte. Após se negar, mais uma vez, ela seria executada caso não contasse conta com a ajuda de um soldado, apaixonado por ela, para fugir e se salvar. 

A traição do militar é descoberta e o amante acaba sendo conmente e sonhava com a continuidade de seu trabalho, por parte dos seus filhos. Mas essa homenagem vem também da saudade que sentimos dele e da vontade de mostrar para o mundo um pouco mais do denado no lugar de Theodora.

“Theodora” tem direção cênica de João Wlamir, enquanto a direção musical fica à cargo do maestro Jésus Figueiredo. A personagem que dá nome à ópera será interpretada pela
soprano do Theatro Municipal, Helen Heinzle, além de grandes músicos da Orquestra de Câmara, como João Rival (cravo), Marcelo Salles (violoncelo), Leonardo de Uzeda (contrabaixo) e o próprio maestro Jésus Figueiredo participa do espetáculo tocando órgão.

- Esta obra é uma crônica dos costumes da Roma antiga que fala aos nossos corações de maneira atual sobre a inocência, o amor, a fé, o ódio e a sede de poder - comenta o maestro e diretor musical da ACC, Jésus Figueiredo. Apesar de ser uma obra do século XVIII, ‘Theodora’ é muito atual e aborda temas como o empoderamento feminino, a opressão política e religiosa e a liberdade de escolha.

Os ingressos custam e R$ 40 e R$ 20 (meia entrada).