Com proposta única, governo privatiza raspadinha pelo valor mínimo do leilão

Por Ivan Martínez-Vargas (Folhapress)

A Lotex, popularmente conhecida como raspadinha, foi privatizada nesta terça-feira (22) em leilão realizado em São Paulo. O único proponente do certame, o consórcio Estrela Instantânea, formado por IGT e Scientific Games, levou o ativo ao dar o lance mínimo de R$ 96,97 milhões de parcela inicial pelo ônus da outorga.

O grupo de empresas deverá pagar, ainda, sete parcelas anuais de R$ 103 milhões, a serem corrigidas pela inflação. O prazo de concessão é de 15 anos. A União vai ficar com 16,7% da receita obtida pela concessionária.

Esta foi a terceira tentativa do governo Bolsonaro de vender a Lotex. Outros dois certames foram cancelados por falta de interessados. O leilão foi realizado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social).

O evento foi realizado na sede da B3, no centro de São Paulo. Na porta, houve protestos contra a privatização da Lotex.