Treinador português fala da pandemia para justificar não ida ao Fla

O técnico português Carlos Carvalhal foi um dos nomes cotados para assumir o Flamengo após a saída de seu conterrâneo Jorge Jesus há algumas semanas. Em meio às conversas, chegou a dizer que "95% dos técnicos aceitariam o convite", mas recusou.

Mesmo com os elogios, o treinador não escolheu o Flamengo e avançou nas negociações com o Braga, de Portugal. Um dos motivos da recusa é a pandemia do novo coronavírus, ainda sem controle no Brasil.

"Precisamos viver com a realidade e minha decisão não será apenas sobre futebol. Vou tentar antecipar o que acontecerá com o coronavírus em outubro, novembro e dezembro", disse ele ao site SkySports. "Vou tentar encontrar a melhor maneira de dar um próximo passo importante na minha carreira, mas ao mesmo tempo proteger minha família".

Mesmo com a decisão de permanecer na Europa, Carvalhal disse ter ficado contente com o contato rubro-negro. "O Flamengo normalmente entra em contato com treinadores que ganharam muitos troféus", afirmou. "É por isso que estou muito feliz."