Copa América: Brasil vence Colômbia no fim em duelo com gol polêmico

Um gol de Casemiro, no último dos dez minutos de acréscimos do segundo tempo, garantiu a terceira vitória consecutiva do Brasil na Copa América. Nesta quarta-feira (23), a seleção de Tite superou a Colômbia por 2 a 1 no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela quarta e penúltima rodada do Grupo B.Copa AméricaCopa América

Foram cinco alterações em relação à equipe que goleou o Peru por 4 a 0, pela segunda rodada. Dando sequência ao revezamento de goleiros, Weverton foi o titular na meta. Na zaga, Marquinhos formou dupla com Thiago Silva. No meio, o volante Casemiro retornou, no lugar de Fabinho. À frente, somente Neymar e Gabriel Jesus seguiram no time. Entraram o meia Everton Ribeiro e o atacante Richarlison. Ao todo, são sete remanescentes dos 11 que estrearam na Copa América, diante da Venezuela.

O Brasil teve que lidar com um cenário atípico nos 57 jogos sob comando de Tite: sair atrás. Aos nove minutos, o meia Juan Cuadrado cruzou pela direita, com liberdade, para o atacante Luiz Díaz, livre na área, marcar um golaço de bicicleta. A seleção brasileira não era vazada há seis partidas.

Tite lançou a equipe para o ataque no segundo tempo. Na volta do intervalo, Roberto Firmino entrou no lugar de Everton Ribeiro. Foi dos pés do atacante que saiu o passe de calcanhar para Neymar escapar de Ospina, antecipar-se a Gabriel Jesus (que estava mais bem posicionado) e chutar na trave, na primeira chance real de gol brasileira.

Outra alteração mais ofensiva foi feita na lateral esquerda, aos 16 minutos, com Renan Lodi substituindo Alex Sandro. Aos 32 minutos, o jogador do Atlético de Madri (Espanha) cruzou e Roberto Firmino empatou de cabeça, provocando muita reclamação dos colombianos. Na origem da jogada, a bola bateu no árbitro Nestor Pitana. Como a posse seguiu com o Brasil, o juiz argentino entendeu que o jogo poderia seguir. O lance foi revisto pela arbitragem de vídeo. No fim, Pitana validou o gol polêmico, após longa paralisação.

Igualdade em Goiânia

Mais cedo, Peru e Equador empataram por 2 a 2 em Goiânia. Os peruanos foram a quatro pontos, na terceira posição do Grupo B, enquanto os equatorianos chegaram a dois pontos e assumiram o quarto lugar, com a mesma pontuação da Venezuela, ficando à frente pelo saldo de gols (-1 a -3).