Pin It

Por Pedro Sobreiro

Capítulo importante na história brasileira e mundial, as travessias marítimas portuguesas definiram o rumo de diversos país ao redor do mundo. A primeira grande viagem de circum-navegação global teve seu percurso traçado pelo navegador português Fernão de Magalhães de 1519 até 1522, no século XVI.

Agora, 500 anos depois, o navio-escola Sagres, que é usado no treinamento dos oficiais da Marinha lusitana, está repetindo o feito em apenas 371 dias - contra os 1.081 dias de Fernão. Ele está ancorado no Rio no Cais Armazém 7, que fica ali pertinho do AquaRio, até sábado (15), quando ele segue viagem.

As paradas incluem 19 países. No Rio, ele foi visitado pelo técnico do Flamengo, o português multi-campeão Jorge Jesus.

A embarcação vai fazer uma parada obrigatória no Chile, em Punta Arenas, para a comemoração de 500 anos do descobrimento do Estreito de Magalhães, uma importante passagem navegável entre os oceanos Atlântico e Pacífico de aproximadamente 600 km.

Em julho, o navio para em Tóquio, onde será usado como “Casa de Portugal” nas Olimpíadas de 2020, assim como foi na Rio 2016.

A nau portuguesa de mais de 89 metros de comprimento foi construída em 1937, em Hamburgo, na Alemanha, e chegou a integrar a Marinha Brasileira, em 1948, que chegou a batizá-la de Guanabara.