Biden diz que veredito de Chauvin é “passo à frente”, mas muito raro

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, classificou nesta terça-feira a condenação do ex-policial de Mineápolis Derek Chauvin por homicídio no episódio de prisão e morte de George Floyd como um "passo à frente", mas disse que o veredicto é muito raro em um país atormentado por racismo sistêmico.BidenBiden

"Este pode ser um passo gigante em direção à justiça na América", disse Biden em comentários na Casa Branca.

Um júri de 12 membros considerou Chauvin, de 45 anos, culpado das acusações de homicídio em segundo grau, homicídio em terceiro grau e homicídio culposo, após três semanas de depoimentos de 45 testemunhas, incluindo transeuntes, policiais e especialistas médicos.