Pin It

Por Guilherme Cosenza

Após a notícia que dois franceses teriam sido infectados com o vírus que vem matando inúmeras pessoas na China, agora mais um caso foi confirmado, também na capital francesa. Segundo o Ministério da Saúde, a terceira pessoa também esteve na cidade de Wuhan.

A França é o primeiro país europeu a registrar a presença do vírus. De acordo com a ministra da Saúde, Agnès Buzyn, as autoridades sanitárias procuram agora reconstituir o histórico desses pacientes com o intuito de identificar todas as pessoas que estiveram em contato com eles e que podem ser contaminados com o vírus. “É necessário enfrentar uma epidemia como se combate um incêndio, ir rapidamente à sua origem [e] circunscrevê-la tão rapidamente quanto possível”, destacou a ministra.

O vírus também chegou a Malásia e na Austrália. Foram confirmados pela manhã de sábado (25) três novos casos na Malásia e um na Austrália. O ministro da Saúde da Malásia, Dzulkefly Ahmad, afirmou que as três pessoas com a doença têm nacionalidade chinesa e são uma mulher e dois netos de um homem de 66 anos que foi diagnosticado com a infecção em Singapura. 

Enquanto na Austrália o caso confirmado é de um homem que chegou a Melbourne, no sudeste do país, há uma semana procedente da cidade de Wuhan. Ele está isolado com pneumonia e seu quadro é estável.