Queda de braço com policiais pode afastar Zema de eleitor bolsonarista, diz deputado

Por: Fábio Zanini 

O cabo de guerra do governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), com forças de segurança, pode afastá-lo do eleitor bolsonarista, crucial para sua reeleição, na avaliação de potenciais aliados.

"Creio que o governador pode se afastar da base bolsonarista pelo que já tem feito antes mesmo desse movimento", diz o deputado federal Cabo Junio Amaral (PL-MG), ligado aos PMs.

Segundo ele, "a indiferença com a segurança pública é só mais uma das sinalizações ruins do governador".

"No início do ano, Zema lutou até no STF para aumentar impostos em Minas, além de já declarar apoio ao candidato do Novo à Presidência, mesmo sendo ele inexpressivo [Felipe D'Avila]. Ele faz um movimento de não se expor e isso não é visto com bons olhos", afirma Amaral.