Pinga-fogo | Quarta-feira - 16/02/2022

Por: Cláudio Magnavita

Confira as últimas notas sobre os acontecimentos marcantes desta quarta-feira envolvendo a tragédia de Petrópolis.

 

Reprodução



• Como subsecretário de Cidades, o ex-prefeito Bernardo Rossi tem sido uma peça fundamental na coordenação das ações do estado na tragédia. Profundo conhecedor da cidade, ele tem sido consultado em todas as ações. O Governador Cláudio Castro gravou um vídeo ao lado de Rossi, ressaltando a sua colaboração. Não se trata de oportunismo, mas é uma sorte para o estado ter um especialista em Petrópolis no seu primeiro escalão.

-0-

• O coronel Leandro Monteiro, comandante-geral do Corpo de Bombeiros e secretário da Defesa Civil, estava contando as horas para embarcar para alguns dias de férias com a família. Viajaria dia 17. Com a tragédia, cancelou a viagem e recebeu solidariedade da família.

-0-

• Um efetivo de 250 bombeiros foi deslocado
à meia noite desta terça para quarta, do Rio para Petrópolis. Os comandantes tiveram de fazer triagem. Mais de mil praças se ofereceram como voluntários. Esta vontade de servir é o que
torna os bombeiros uma das instituições mais admiradas pela sociedade civil.

-0-

• Só às 21h25 que o insuperável Rodrigo Neves resolveu usar as redes sociais para lamentar a tragédia petropolitana. Antes, o grande destaque foi o almoço no luxuoso Xian, o panorâmico asiático do Shopping Bossa Nova, no Santos Dumont, em companhia de Felipe Santa Cruz. Apesar de desempregado, foi Neves que pagou a conta. Dizem que só fez a postagem de solidariedade depois de cutucado pelo Prefeito Eduardo Paes. Neves só tem olhos para Niterói e gosta do Xian pela vista que tem da sua cidade de estimação.

-0-

• A Câmara Municipal de Petrópolis teve o seu
térreo invadido pelas águas e deve receber ajuda da Câmara Municipal do Rio. A ideia do vereador Carlo Caiado é seguir os passos de Eduardo Paes, que vai prestar solidariedade e apoio à Petrópolis. Hingo Hammes recebe hoje ligação de Caiado, oferecendo apoio.