A partir de agora não poderá haver diferenciação entre clientes particulares

A nova lei sancionada pelo governador do Rio, Wilson Witzel (PSC) irá coibir a diferenciação que existe atualmente entre o atendimento particular e os atendimentos com clientes que possuem planos de saúde.

Atualmente os pacientes de atendimento particular vinham sendo privilegiados em relação aos demais. A proibição é em cima da diferenciação para marcação de consultas, exames e procedimentos médicos. A lei de Renato Cozzolino (PRP) foi aprovada pela Assembleia Legislativa (Alerj) no ano passado. A regra, porém, abre a possibilidade de "condições excepcionais" previstas entre as operadoras de saúde e os médicos conveniados.

A lei determina ainda que devem ser privilegiados:

casos de emergência

pessoas com mais de 60 anos

gestantes

lactantes

crianças de até 5 anos

Brasil

Mais Artigos

Magnavita

Mais Artigos

Rio de Janeiro

Mais Artigos

Economia

Mais Artigos

Cultura

Mais Artigos

Saúde

Mais Artigos

Correio Expresso

Mais Artigos