Pin It

por Guilherme Cosenza

Uma operação realizada na manhã desta quinta-feira (30) pela Polícia Civil do RJ e o Ministério Público do RJ conseguiu desarticular uma das maiores milícias da Zona Oeste do Rio. Com um total de R$ 13 mil apreendidos e 33 milicianos presos, a operação pode ser considerada um sucesso.

A Justiça emitiu 44 mandados de prisão preventiva e outros de busca e apreensão contra 45 denunciados de pertencer a grupos paramilitares. Dentre os quais haviam três policiais civis, presos, e seis PMs, apenas um continua foragido. Entre os oficiais da policia civil está Jorge Luiz Camillo Alves, que serve na 16ª DP (Barra). Ele foi levado para a Corregedoria da secretaria. Já entre os policiais militares, Paulo Eduardo da Silva Azevedo, conhecido como Bigode, está preso no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Agora a juíza Juliana Benevides pediu a suspensão das atividades desses policiais até o trânsito em julgado , incluindo a suspensão do porte de arma de todos eles. O porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess falou sobre o caso: "a polícia reforça nossa total intolerância contra desvios de conduta. Não podemos admitir em nossos quadros policiais que cometam crimes. Continuaremos sempre com nossas investigações e apoiando outras instituições sempre que se fizer necessário”.