Pin It

Segundo informações da Agência Senado, a região da Costa Verde, que compõe os municípios de Angra dos Reis, Itaguaí, Mangaratiba, Paraty, Rio Claro, no estado do Rio de Janeiro, poderá tornar-se área especial de interesse turístico. É o que visa o Projeto de Lei (PL) 6.479/2019, de autoria do senador Flávio Bolsonaro (Sem Partido-RJ).

Para o autor da proposta, a região é um importante destino turístico que atrai visitantes do Brasil e do exterior. Segundo ele, o local se destaca por suas particularidades, belezas e atrativos naturais, de enorme potencial para o desenvolvimento e a promoção da atividade turística.

De acordo com dados Ministério do Turismo citados por Flávio Bolsonaro, a Costa Verde compõe um dos cenários mais bonitos da costa brasileira, com um significativo número de praias e ilhas, com águas em vários tons de verde, além de abundante e diversificada vegetação nativa e fauna marinha, o que cativa praticantes de diversas modalidades de esportes aquáticos.

“A região também é atrativa para navegação, mergulho, visitas a cachoeiras, trilhas e muitas outras formas de atividades e lazer ligadas ao turismo ao ar livre. Não há dúvidas que a expansão de atividades de tal natureza na região, de forma ordenada e sustentável, promoverá melhorias nos aspectos socioeconômicos, culturais e na infraestrutura turística dos municípios”, declarou o senador.

Ao justificar a proposta, o autor defendeu que o projeto, por fomentar o desenvolvimento do turismo na localidade, contribuirá de forma direta para a geração de emprego e renda. A região, ainda segundo o autor, oferece um leque de oportunidades a serem exploradas, como serviços de hospedagem, lazer, gastronomia, transporte, realização de eventos e os diversos serviços que o turismo demandará, o que pode levar à melhoria da qualidade de vida da população local.

“O desenvolvimento turístico contribui para a integração das cidades próximas, do empresariado local e do poder público, no sentido de que os entes envolvidos possam vir a promover parcerias, buscando os melhores resultados com vistas a organizar a atividade turística na região da Costa Verde”, avaliou.  

A matéria está na Comissão de Meio Ambiente (CMA), aguardando a apresentação de emendas e a designação de relator. Após a CMA, seguirá para a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), em decisão terminativa.