Pin It

MARCELO TOLEDO
RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS)

A ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu) anunciou na manhã desta terça-feira (17) o adiamento da 86ª edição da Expozebu, principal feira pecuária do país. É mais um dos eventos agrícolas que deixam de ser realizados na data inicial devido à pandemia do novo coronavírus.

Prevista para ocorrer entre os dias 25 de abril e 3 de maio em Uberaba (MG), no Triângulo Mineiro, a exposição agora não tem data para ser realizada.

A medida foi tomada após decreto emergencial do governo de Minas Gerais e também da Prefeitura de Uberaba. A decisão unânime da diretoria foi comunicada pelo presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior, ao prefeito de Uberaba, Paulo Piau (MDB).

"A entidade lamenta profundamente o fato, mas entende que a decisão evidencia a responsabilidade que sempre pautou a trajetória centenária da ABCZ, atuando em consonância com o governo e seguindo rigorosamente suas determinações. Além disso, a 40 dias do evento, acreditamos que a medida garantirá mais segurança e tranquilidade ao público, aos expositores e patrocinadores do evento, que acreditam e representam o sucesso da nossa Expozebu", diz trecho de comunicado da ABCZ sobre o adiamento.

A Expozebu tinha sido lançada no último dia 10, em evento no Parque Fernando Costa, em Uberaba. A previsão para esta edição era atrair 300 mil pessoas e gerar R$ 250 milhões em faturamento. Em 2019, mais de 500 estrangeiros a visitaram.

Ainda não há novas datas para a exposição. Serão divulgadas "tão logo estabelecido o cenário futuro", diz a ABCZ

No ano passado, o maior negócio envolveu a venda de 50% dos direitos do animal Landau da Di Gênio, por R$ 1,26 milhão, no leilão Elo de Raça, realizado na Chácara Mata Velha.

Até a última semana, a ABCZ descartava alterar o calendário da Expozebu. O presidente da feira dizia, então, que o país já viveu outras situações parecidas, com o H1N1, e conseguiu superar, além de Uberaba ter feito eventos para milhares de pessoas nos últimos meses sem problemas.
Além da Expozebu, a Tecnoshow Comigo, feira agrícola sediada em Rio Verde (GO), anunciou na sexta-feira (13) a suspensão por tempo indeterminado do evento deste ano.

A feira agrícola, considerada a maior de tecnologia rural da região Centro-Oeste e uma das principais do país, seria realizada entre os dias 30 de março e 3 de abril, no ITC (Instituto de Ciência e Tecnologia), em Rio Verde (GO).

Ela reuniu 118 mil visitantes em 2019 e movimentou R$ 3,4 bilhões em negócios, segundo a organização.

Está entre as maiores em faturamento, ao lado da Agrishow (Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação), sediada em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) e que está prevista para acontecer entre os dias 27 de abril e 1º de maio.

Considerada a mais importante em tecnologia do país, já teve baixas como a da empresa russa Cognitve Pilot, que anunciou nesta segunda-feira (16) a desistência de participar da feira agrícola.

A Cognitive Pilot é uma das principais desenvolvedoras de tecnologias com inteligência artificial da Europa e previa demonstrar na feira agrícola sua tecnologia autônoma para máquinas agrícolas.

CEO da empresa, Olga Uskova disse que tomou a decisão "por zelo à saúde e à vida de nossos funcionários, parceiros e representantes da imprensa".
A feira ainda pode sofrer mudança de data. Nesta segunda, o prefeito de Ribeirão, Duarte Nogueira (PSDB), se reuniu com o presidente da Agrishow, Francisco Matturro, para discutir a realização do evento.

O tucano procurou o governo do estado para definir medidas em conjunto sobre o evento, dada a importância da Agrishow, que movimenta cerca de R$ 3 bilhões em negócios. "É importante ressaltar que a área em que ocorre a exposição pertence ao governo do estado, sendo que o mesmo já anunciou medidas restritivas relacionadas a eventos", diz comunicado da Prefeitura de Ribeirão.

A decisão sobre a manutenção da data ou adiamento da feira deve ocorrer nos próximos dias.

Na Tecnoshow, a Comigo, organizadora, informou lamentar a decisão, mas disse que era importante "unir esforços para conter a escalada da doença e proteger a população". Eram esperadas 120 mil pessoas nos cinco dias do evento.