Governo Witzel: Contrato emergencial de 35 milhões para empresa de Mario Peixoto

Coluna Magnavita

Governo Witzel: Contrato emergencial de 35 milhões para empresa de Mario Peixoto  

Um alerta do site R. Lagos deixou o governo em estado de alerta esta semana. Eles publicaram que “A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado do Rio liberou R$ 35 milhões em contratos emergenciais para a empresa Atrio Rio Service Tecnologia e Serviços, que pertence a Mario Peixoto, empresário que prosperou durante a gestão de Sérgio Cabral.

Lembra o site: “Peixoto foi estrela da delação premiada feita pelo advogado Jonas Lopes de Carvalho Neto, filho do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ). Segundo o delator, Mario Peixoto era o responsável pelo pagamento de um mensalão de R$ 200.000 aos conselheiros responsáveis por aprovar as contas das Organizações Sociais.”

Na mesma página da web, o leitor descobre que “De acordo com a ata publicada no Diário Oficial, serão dois contratos de fornecimento de serviços administrativos para a Faetec, sendo o primeiro de R$ 31.860.426,36, e o segundo de R$ 4.699.594,68. Peixoto também estaria por trás de outra encrenca do governo Witzel: Funcionários do Detran afirmam que ele provocou a demissão do atual presidente do órgão, Luiz Carlos das Neves”.

O titular da pasta que firmou o contrato emergência milionário é o secretário Leonardo Rodrigues, que durante a campanha eleitoral não escondia a sua relação com Mario Peixoto, dividindo com Lucas Tristão a amizade com o mágico solucionador de problemas do comitê eleitoral de Witzel. Leo lutou para ser o primeiro suplente do senador Flávio Bolsonaro, sendo acomodado na segunda suplência.
Apesar do rompimento do Witzel com a família Bolsonaro, o segundo suplente pulou no colo de Witzel sendo colocado na secretaria na cota pessoal do Governador.

Uma curiosidade: os casos mais questionáveis da atual gestão estão sempre relacionados com praticas da gestão anterior, que além de terem sido mantidas foram amplificadas, como é o caso da Fundação Leão XIII e agora com a empresa de Mario Peixoto.

Brasil

Mais Artigos

Rio de Janeiro

Mais Artigos

Economia

Mais Artigos

Internacional

Mais Artigos

Cultura

Mais Artigos

Saúde

Mais Artigos

Política

Mais Artigos

Magnavita

Mais Artigos

Corre nos grupos de WhatsApp dos deputados algumas figurinhas que ajudam a quebrar o azedume. Em uma, Witzel coloca a faixa de governador em Tristão e, em outra, engraxa os sapatos do sócio.

Mais Notícias

Mais Artigos

A Prefeitura do Rio fez um verdadeiro milagre ao comprar 306 respiradores e 500 monitores da China para ajudar os hospitais municipais no combate ao coronavírus

O Clube Militar repudia enfaticamente o despacho exarado ontem pelo Ministro Celso de Mello, do STF, no inquérito que apura denúncias do Ex-Ministro da Justiça e Segurança Pública contra o...