Antigo Palácio da Justiça do Rio inicia posto de vacinação contra Covid-19

Observada pelo presidente do TJRJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, e pelo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, Maria das Graças Badajós, de 70 anos, foi a primeira mulher vacinada nesta terça-feira (30/3) no novo posto de vacinação do Antigo Palácio da Justiça, que sedia o Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ), na Rua Dom Manuel 29, no Centro do Rio. O posto vai funcionar das 8h às 17h, de segunda a sexta.

Antigo Palácio da Justiça do Rio

Para o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, a Justiça fluminense está fazendo a sua parte em benefício dos cidadãos. “É um prazer e uma alegria muito grande para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro participar da vacinação contra o coronavírus. A atuação do Judiciário tem que se pautar pela prestação de serviço à sociedade, buscando a pacificação social. Na medida em que a gente contribui para a vacinação, isso significa que haverá menos pessoas buscando internações. Essa medida nossa em parceria com a Prefeitura é de grande valia”, ressaltou o presidente do TJ.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, agradeceu a parceria e ressaltou a importância da vacinação. “Quero agradecer ao Tribunal de Justiça, que disponibilizou este espaço aqui, que vai ajudar a agilizar a vacinação. Quem vier tomar vacina, terá a possibilidade de conhecer um lugar histórico. Não deixem de se vacinar”, afirmou o prefeito.

Antigo Palácio da Justiça do Rio

Primeira magistrada fluminense a se vacinar no novo posto, a desembargadora Elisabete Alves de Aguiar, que atua na 8ª Câmara Criminal, comemorou o recebimento da primeira dose da vacina.

“Eu não dormi direito esta noite esperando esta vacina. Espero há muito tempo e foi, para mim, algo muito importante. Todas as pessoas devem se vacinar”, disse, emocionada.