Pin It

Por Gabriel Moses

Nesta terça-feira (04), o Twitter anunciou um plano de combate à disseminação de conteúdo manipulado, podendo ser imagem ou vídeo. Tal prática é chamada de "deepfake". A iniciativa da rede é lutar contra a desinformação, que por sua vez pode ocasionar a incitação à violência e outros danos jurídicos e pessoais.

A plataforma havia pedido sugestões a seus usuários em 2019, afim de reduzir "mídia sintética e manipulada" que comprometa danos às pessoas durante campanhas eleitorais, além de provocação de violência ou agressões físicas.

Sua nova política concentra-se em um misto de "rótulos" de alerta para tuítes que incluam imagens ou vídeos manipulados e a própria remoção dos posts. A medida entrará em vigor a partir de março.