Pelé é vacinado contra covid-19: "dia inesquecível"

Folhapress

Aos 80 anos, o Rei do Futebol faz parte do grupo que começou a ser vacinado neste mês de março. "Hoje foi um dia inesquecível. Eu recebi a vacina! A pandemia ainda não acabou. Nós precisamos manter a disciplina para preservar vidas enquanto muitas pessoas ainda não foram imunizadas", escreveu.


Pelé lembrou que embora a vacinação tenha começado, a pandemia não terminou e pediu para que a população siga tomando medidas preventivas contra o coronavírus. "Por favor, lavem bem as mãos e continuem em casa, se possível. Quando você sair, não esqueça de usar máscara e de manter o distanciamento social. Isso vai passar se conseguirmos pensar no próximo e ajudar uns aos outros", finalizou Pelé.

 

Presente do clube do coração

Pelé
Pelé recebeu um título de sócio do Vasco da Gama, seu time do coração. Reprodução/ Atenção Vascaínos.
Também nas redes sociais, o Rei do Futebol exibiu com orgulho seu título honorário de Sócio do Club de Regatas Vasco da Gama, seu time do coração, conforme revelado pelo próprio camisa 10 ao longo das últimas décadas. A informação foi dada em primeira mão pelo canal Atenção Vascaínos, no YouTube.

A relação de Pelé com o Vasco vem desde a infância, quando seu pai, Seu Dondinho, jogou no Vasco de São Lourenço. Clube no qual o goleiro Bilé jogou e acabou sendo parte importante na existência do apelido "Pelé". Os outros meninos chamavam o Edson de Bilé por conta do goleiro, e acabou evoluindo para "Pelé". Além disso, em 1957, o Pelé disputou um torneio amistoso em um combinado Vasco/ Santos, no qual fez atuações espetaculares com a camisa 8 do Vasco da Gama, marcando 6 gols em 4 jogos, e acabou chamando atenção da Seleção Brasileira, que convocou o menino de 16 anos e o levou para a Copa do Mundo da Suécia, em 1958, onde jogou como gente grande e ajudou o Brasil a vencer seu primeiro título mundial.
Mas o capítulo mais famoso da relação Pelé e Vasco é o milésimo gol. Após meses na busca do milésimo gol, inclusive com prefeituras e governos estaduais promovendo eventos para a realização do possível "milésimo gol", Pelé chegou à marca histórica em 19 de novembro de 1969, no Maracanã, contra o seu time do coração, Vasco da Gama. Marcado de pênalti, o gol foi comemorado com Pelé usando uma camisa do Vasco com o número "1000" nas costas, tecendo um marco muito interessante nessa relação de jogador e torcedor.