Empresários debatem a retomada econômica do Rio

Em almoço com empresários do movimento Rio Produtivo, formado por lideranças de setores da indústria, supermercados, hotelaria, comércio, turismo, serviços, alimentação e eventos, na quinta-feira (17), em um hotel na Barra da Tijuca, o presidente Jair Bolsonaro fez um apelo para que os mercadistas segurem os preços dos itens da cesta básica, conforme informou o senador Flavio Bolsonaro (Patriota), em entrevista após o evento.

O senador disse que o governo federal quer prorrogar por alguns meses o auxílio emergencial e ampliar a base do Bolsa Família para cerca de R$ 270. Também é estudada a mudança de nome do programa, possivelmente para Alimenta Brasil.

Durante o encontro, que contou com a presença do governador Cláudio Castro (PL), o presidente Bolsonaro recebeu de Angela Costa, presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro, a medalha Mauá, maior honraria da instituição.

Rio de Janeiro

O Rio Produtivo, ao fim do evento, entregou um documento ao presidente Bolsonaro, ressaltando algumas medidas para melhorar a economia do estado a curto, médio e longo prazo.

“Ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República Jair Bolsonaro

Vimos, respeitosamente à Vossa Excelência, apresentar o pleito do Rio Produtivo, movimento que reúne representantes de diferentes setores da economia Fluminense, e tem por objetivo discutir propostas comuns dos setores de: Indústria, Supermercados, Hotelaria, Comércio, Turismo, Serviços, Eventos, entre outros, num momento em que o Rio de Janeiro se vê diante de uma crise econômica.

A reunião desses atores do cenário econômico Fluminense tem como objetivo unir forças e ampliar esforços para proporcionar ao Rio de Janeiro as condições necessárias ao seu desenvolvimento e crescimento, devolvendo-lhe o protagonismo e a liderança no cenário nacional que tanto almejamos.

Dessa forma, elaboramos este documento para apresentar-lhe algumas proposições identificadas como pautas comuns a todos os segmentos produtivos de nosso Estado. Nele, identificamos medidas de curto, médio e longo prazos, para que possamos juntos ampliar as condições de crescimento econômico, que, estamos certos, se refletirá na melhoria de condições de empregabilidade e renda da população Fluminense. Como representantes desses setores produtivos, estamos certos e confiantes de contar com o apoio e a escuta de Vossa Excelência e de sua equipe no sentido de acolher nossas propostas.

A Curto prazo: Manutenção do auxílio emergencial oferecido tanto à população quanto às empresas como forma de estímulo à economia Fluminense; e continuidade das ações do Ministério da Saúde referentes à aceleração do processo de vacinação que, sem dúvida, contribuirá para a retomada mais rápida de nossa economia.

A médio prazo: Aprovação do Plano de adesão ao novo Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

A longo prazo: Investimento em obras de infraestrutura em rodovias consideradas essenciais para a economia do Rio além de projetos para integração viária entre os dois principais aeroportos da cidade do Rio; estímulo e incentivo à capacitação profissional e elaboração de pesquisas para análise de mercado que auxiliem no crescimento das empresas; e ajudar a transformar o Rio num Polo de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Mais uma vez, reiteramos nossa confiança em vosso apoio e escuta aos anseios deste movimento, que sem dúvida se traduzirá em avanços e benefícios para toda a população fluminense”.