A sucessão municipal do Rio já começa a receber os seus primeiros contornos. Os partidos já começam a definir os seus pré-candidatos. O eleitor embalado pelo clima de Black- -Friday e depois das festas de fim de ano ainda não colocou o tema na sua agenda pessoal

Quem assistiu ao noticiário da segunda-feira pela manhã ficou perplexo ao ver um jovem jornalista de um telejornal entrevistar o conselheiro-presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, Thiers Vianna Montebello, afirmando que o TCM apurou um prejuízo de R$ 481 milhões para a cidade do Rio, bem diferente do R$ 1,5 bilhão que a Prefeitura alegava.

Por isso, é bom deixar logo claro que hoje a imprensa significa tudo isso aí e muito mais, graças a novas tecnologias digitais, novos dispositivos de comunicação e à ramificação da informação que se deu pela internet ao longo das últimas três décadas

Editorial

CANDIDATOS NUS E CRUS

A sucessão municipal do Rio já começa a receber os seus primeiros contornos. Os partidos já começam a definir os seus pré-candidatos. O eleitor embalado pelo clima de Black- -Friday e depois das festas de fim de ano ainda não colocou o tema na sua agenda pessoal

Correio da Manhã - Online